FANDOM


O Ladrão da Vizinhança, ou o Ladrão da Vila é hoje, um dos episódios mais queridos, emocionantes e assistidos do seriado Chaves.

Sinopse

No episódio se passa a história de Seu Furtado, um homem que tem roubado objetos dos moradores da vila. Ele os bota no barril de Chaves, que os vizinhos pensam ser o ladrão.

História

Chaves entra no pátio principal da vila equilibrando na mão uma vassoura. Seu Madruga abre a janela e chama por Chaves, que vai até a janela, enquanto Seu Madruga sai pela porta e bate em suas costas, pedindo quem Chaves procurava. O menino responde que procurava pelo "Perna de Saracura", e se assusta ao perceber que Seu Madruga estava no seu lado. Madruga se irrita, perguntando quem o menino chamou de Perna de Saracura. Nisso, Kiko sai de sua casa e grita, "Pois é o senhor!". O velho anda até Kiko e diz irritado: Estou falando com o cavaleiro, não o burro! E Kiko - com sua suprema "inteligência" - concorda. Seu Madruga vai até Chaves, e enquanto isso Chaves e Kiko comentam sobre apelidos que deram ao velinho. Kiko sai de cena, e Madruga chega em Chaves e pede a ele um favor. Chaves pede quanto custará o favor, e Seu Madruga diz que favores não se fazem em troca de gorjeta, mas sim pela satisfação de ajudar os outros. Chiquinha entra, e para do lado de Kiko. Chaves concorda, e Seu Madruga pede que Chavinho vá falar com a Dona Clotilde, se ela poderia emprestar o ferro de passar á Seu Madruga. Chiquinha pede se seu pai havia empenhado o ferro de novo, e enquanto isso Kiko ri. Madruga se irrita e diz que não empenhou nada, mas que tinham roubado. Chaves diz que não foi ele, e seu Madruga duvida um pouco, alegando que deixou o ferro meio minuto na janela e quando olhou, nada do objeto. Kiko pergunta se não foi mágica de Dona Clotilde, e Seu Madruga o responde dizendo novamente que está falando com o cavaleiro, não com o burro. Eles se entreolham, e Seu Madruga muda de assunto - mandando Chaves falar com a Dona Clotilde, que revida, dizendo "com quem?, com a Bruxa?" (Chavinho diz assustado). Seu Madruga diz á Chaves que é uma coisa muito feia o que ele estava fazendo, e Chiquinha se mete na conversa, dizendo que "é claro que a Bruxa do 71 é uma coisa muito feia, mas nós temos medo!". Madruga diz que são bobos por terem medo, e que apenas covardes poderiam ter medo de uma senhora que apenas faz favores aos outros. Nisso, Clotilde sai de sua casa, para atrás de Seu Madruga, que se assusta. Ele corre, e ela vai atrás, temendo algo estar errado. Kiko diz que ele está falando com o cavaleiro, não com o burro, e a Bruxa do 71 se zanga, fazendo Kiko ir para sua casa. Seu Madruga pede desculpas, e diz que agora a pouco estavam falando dela, e Chiquinha fala "Pensei que estivéssemos falando de coisas bonitas!", e Chaves a interrompre, esclarecendo: "Sim, é que o Seu Madruga disse que a senhora acha bonito ajudar os outros...". Dona Clotilde sorri, concordando. Mas logo ela muda de assunto, pedindo a Seu Madruga se ele gosta de coxas de frango, e ele diz que sim. Ela sorri ainda mais e diz que estava preparando algumas. Chaves faz uma piada. Seu Madruga chinga as crianças, fazendo Dona Clotilde ficar em tom de dúvida.

A cena muda. Dona Clotilde está empurrando Seu Madruga para dentro da casa 71. Ele entra, e nisso, Seu Furtado vai para o pátio principal da vila, e esconde o ferro que roubou no barril de Chaves. Chiquinha chega e o cumprimenta. Ela pergunta para ele de Chaves, e ele responde que não o viu. Ela agradece, e vai para dentro de sua casa. Chaves chega, e chama Seu Furtado de Seu Roubado, e o senhor o corrige. Chaves pede por que o senhor está indo embora da vila, e quando ele vai responder, é interrompido por Seu Madruga, que sai da casa de Dona Clotilde, e a mesma, que sai logo em seguida. Ela parece indignada, dizendo que não sabe como seu ferro não está no lugar dele. Seu Madruga diz que quem roubou um ferro roubou o outro também. Seu Furtado passa por eles, cumprimentando-os. Chaves vai até Seu Madruga e diz que sabe quem roubou o ferro. Seu Madruga pede quem e ele diz: "um ladrão!". Seu Madruga zomba dele, e em seguida Chavinho diz que sabe quem é o ladrão também. Seu Madruga pede quem e ele diz: "o que roubou o ferro". Seu Madruga fica claramente irritado, e manda Chaves ir ver quem matou o Mar Morto. Chaves se anima, e diz que vai procurar Kiko para brincar com ele. Nisso, Kiko sai de sua casa chamando por Chaves. O bochechudo pede á Seu Madruga se ele sabe onde está Chaves, que diz "que te importa?", e Kiko devolve: "coma torta!". Kiko pede licença e vai falar com Dona Clotilde, faz a mesma pergunta, tem a mesma resposta e Kiko devolve outra vez: "dá metade da torta pra ela". Kiko sai gritando por Chaves. Chiquinha sai de sua casa, Dona Florinda também, e vai em direção ao tanque. Enquanto isso, Kiko continua chamando por Chaves, e olha dentro do seu barril. Dele, Kiko tira o ferro roubado por Seu Furtado. Rindo, ele diz aos moradores que não sabia que Chavinho gostava de "brincar de passar roupas igual as meninas". Seu Madruga e Dona Clotilde caminham até Kiko, pasmos. Seu Madruga pede á ele de onde tirou aquele ferro, e Kiko responde que tirou do barril. Dona Clotilde pergunta á Seu Madruga de quem seria o ferro, e ele a responde que "digamos que seja dele". Nisso, Chaves entra correndo na vila, chamando por Kiko. Todos o encaram e o chamam de ladrão, assustando o menino.

A cena muda. Agora, é de noite na vila. Chaves vai embora. No outro dia, Kiko sai de sua casa, e chora. Seu Madruga sai de sua casa e pede o que aconteceu. Kiko diz que ele não voltou. Dona Florinda vê seu filho chorando e bate em Seu Madruga. Seu Madruga não entende, e Dona Florinda diz que ele não pode botar a culpa em ninguém mais, muito menos no Chaves, que não estava na vila há 10 horas. Kiko diz que estava mesmo chorando por Chaves, alegando estar com saudades. Dona Florinda diz que não valhe a pena ser amigo de um ladrão. Nisso, Chiquinha chega abraçada com Chaves, e Kiko os vê, correndo para abraçar os amigos, mas Dona Florinda o agarra, e o repreende. Kiko faz "gentalha gentalha" no Seu Madruga e volta para abraçar seu amigo. Dona Clotilde sai de sua casa e diz á Seu Madruga que seu ferro foi roubado agora á pouco. Ele fica feliz com a notícia, pois isso quer dizer que não foi Chaves quem os havia roubado. Chiquinha dá um beijo da bochecha de Chaves e eles se abraçam de lado.

A cena muda. Seu Furtado entra no pátio principal segurando sua maleta, e quando vê que alguém vem chegando, larga a mala no chão e se apoia no barril. Dona Florinda sai de sua casa e eles conversam sobre a mudança do senhor. Dona Florinda diz que um dia também sairá da vila, e Chiquinha diz, parada na frente da porta da sua casa, "avise, para a gente fazer uma festa!". A senhora se irrita, e vai para sua casa. Seu Furtado sai de fininho, e Chiquinha pergunta a ele se vai deixar sua mala ali, já que estão roubando coisas na vila. Ele diz que sim, pois não tem nada de valor. Ela vai para o segundo pátio da vila, e Furtado volta, roubando até mesmo as calças do varal. Nisso, Seu Madruga sai de sua casa com uma carabina. Furtado se ajoelha e implora para que Seu Madruga não o mate. Seu Madruga diz que não vai fazer nada, apenas empenhar a carabina. Furtado levanta, ri e depois sai correndo. Seu Madruga estranha, mas vai em direção á saída da vila. Chaves vem entrando, e pede á Seu Madruga o que ele vai fazer com a arma, e Seu Madruga explica. Chaves o deseja boa sorte, e sai andando. Madruga se depara outra vez com Kiko, que implora pela sua vida assim como Furtado. Seu Madruga encosta a carabina na frente da casa de Dona Clotilde, ao lado de uma vassoura, enquanto Chiquinha pede por que Kiko estava gritando. Seu Furtado rouba a arma. Dona Florinda chega, e Seu Madruga age como louco, tentando explicar. Ela o chama de bêbado, e nota que suas calças não estão no varal. Ela pede onde estão, e Madruga apanha da senhora quando responde. Ela diz que já sabe quem é o ladrão da vila, e sai. Madruga chama por Chaves, e se encontra com Furtado, que segura a espingarda. Kiko o encontra e faz um escândalo. Kiko chama sua mãe, Dona Florinda sai de casa e bate em Seu Madruga. Chaves irrita Seu Madruga, que bate nele. Chaves vai para o barril, e joga as calças de Dona Florinda no chão.

A cena muda. Chaves está contando para as crianças o que aconteceu quando saiu da vila, enquanto Kiko ri de vez em quando. Chaves diz que não rezou para que encontrassem o ladrão, mas para que ele virasse bonzinho. Furtado escuta. Depois, Seu Furtado chega na vila e dá á Chaves um sanduíche de presunto.

Escrito por: Monique Eduarda

Curiosidades

A Cena em que o Chaves vai embora da vila virou popular na intenet

Muitos consideram o episódio mais emocionante de Chaves

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.